www.tsdobrasil.srv.br
Tratamentos Térmicos
Processo a vácuo

Processo correspondente ao último estágio da arte para a execução de tratamentos térmicos de alta qualidade e responsabilidade.

Neste processo, as ferramentas a serem temperadas são posicionadas sobre uma grelha, de maneira a reduzir, ao máximo o empenamento (leia mais sobre este assunto consultando o artigo técnico Considerações para um melhor entendimento e domínio das distorções dimensionais causadas pelos tratamentos térmicos).

Diferente dos demais equipamentos a vácuo disponíveis no Brasil, o equipamento de Têmpera a Vácuo da Techniques Surfaces do Brasil possui a câmara de aquecimento (austenitização) separada da câmara de resfriamento (têmpera) e permite que o resfriamento seja realizado com pressão de até 20 Bar, o que possibilita a utilização de velocidades de resfriamento maiores com fluxo direcionado do gás de resfriamento garantindo maior efetividade do processo.

Dimensões úteis do forno: 600 x 900 x 580 mm de altura. Peso máximo da carga: 500 kg. Temperatura máxima: 1.100 C.

Exemplos de aplicações:

* Matrizes de estampagem e de repuxo.
* Punções.
* Pentes laminadores de roscas.
* Moldes para injeção de plásticos.
* Moldes para injeção de alumínio.
* Matrizes para extrusão de alumínio.
* Matrizes para forjamento.
* Etc.

Vantagens em relação à Têmpera Convencional

* Preservação do acabamento superficial, sendo desnecessárias limpezas posteriores.
* Minimização dos empenamentos e distorções dimensionais.
* Redução do sobremetal necessário para posterior usinagem.
* Isenção de oxidações intergranulares.
* Homogeneidade da dureza em toda a peça.

Materiais passíveis de beneficiamento:

* Aços para trabalho a frio (dos tipos AISI A2 e D2, D3, D6, DIN 2990, etc, além de suas versões premium).
* Aços para trabalho a quente (dos tipos AISI H e suas versões premium).
* Aços inoxidáveis martensíticos (dos tipos AISI 410, 416, 420 e suas versões premium).
* Outros tipos de aços, sob consulta.
* De uma maneira geral, aços que contiverem, pelo menos, 5% de elementos de liga poderão ser temperados em fornos a vácuo.

Site criado por www.webcriativo.com.br